O Rei do Monte Brasil eBook ↠ Rei do Monte Epub


O Rei do Monte Brasil [Ebook] ➠ O Rei do Monte Brasil By Ana Cristina Silva – Thomashillier.co.uk Em finais do s culo XIX, o oficial de cavalaria Joaquim Mouzinho de Albuquerque interna se, ao servi o do rei D Carlos, no cora o de frica com o objectivo de subjugar as tribos administra o colonial p Em finais do do Monte MOBI ð s culo XIX, o oficial de cavalaria Joaquim Mouzinho de Albuquerque interna se, ao servi o do rei D Carlos, no cora o de frica com o objectivo de subjugar as tribos administra o colonial portuguesa para isso, por m, queima aldeias inteiras, mata os insubmissos e, desobedecendo a ordens superiores, captura com espectacularidade o detentor de um imp rio vast ssimo, Gungunhana, que traz para Portugal como trof u e acaba exilado nos A ores at O Rei PDF or ao fim dos seus dias Apesar de recebido pelo povo e aclamado pela imprensa como um her i da p tria, a cr tica ao comportamento pouco tico de Mouzinho nos corredores do Pa o, a indiferen a do governo em rela o aos seus planos para frica e a paix o nunca abertamente confessada por D Am lia acabam por lev lo ao suic dio Mas, se a not cia escandaliza o Pa s, a verdade que lida com entusiasmo Rei do Monte Epub Þ e sentimento de justi a por um Gungunhana j velho e destro ado, que passa os dias escondido na floresta do Monte Brasil, o local que encontrou na ilha Terceira que mais se assemelha terra dos seus antepassados Com uma altern ncia de vozes narrativas que nos oferecem duas vers es muito distintas do mesmo conflito, O Rei do Monte Brasil explora as mem rias dos seus protagonistas s v speras da morte, ilustrando nos sobre a sua inf ncia, as suas paix es marcantes, as atrocidades para as quais encontram sempre justifica o e, de certa forma, a reflex o sombria sobre a decad ncia e a gl ria perdida.

    Free Unlimited eBook o nunca abertamente confessada por D Am lia acabam por lev lo ao suic dio Mas, se a not cia escandaliza o Pa s, a verdade que lida com entusiasmo Rei do Monte Epub Þ e sentimento de justi a por um Gungunhana j velho e destro ado, que passa os dias escondido na floresta do Monte Brasil, o local que encontrou na ilha Terceira que mais se assemelha terra dos seus antepassados Com uma altern ncia de vozes narrativas que nos oferecem duas vers es muito distintas do mesmo conflito, O Rei do Monte Brasil explora as mem rias dos seus protagonistas s v speras da morte, ilustrando nos sobre a sua inf ncia, as suas paix es marcantes, as atrocidades para as quais encontram sempre justifica o e, de certa forma, a reflex o sombria sobre a decad ncia e a gl ria perdida."/>
  • Paperback
  • 168 pages
  • O Rei do Monte Brasil
  • Ana Cristina Silva
  • Portuguese
  • 10 October 2018

About the Author: Ana Cristina Silva

ANA CRISTINA SILVA do Monte MOBI ð nasceu em Vila Franca de Xira, a de Novembro de Professora no ISPA Instituto Superior de Psicologia Aplicada desde , concluiu o doutoramento em Psicologia, na Especialidade de Psicologia da Educa o pela Universidade do Minho em , desenvolvendo investiga o neste dom nio Tem artigos cient ficos publicados em revistas e obras colectivas portuguesas e estrangeiras A sua estreia liter ria ocorreu em com a publica o do romance Mariana, Todas as Cartas O Rei PDF or Em , o seu romance Cartas Vermelhas foi seleccionado para a short list do Pr mio Fernando Namora, facto que se repetiu em , com a obra O Rei do Monte Brasil.



10 thoughts on “O Rei do Monte Brasil

  1. Celeste Celeste says:

    O Rei do Monte Brasil 2012 , Pr mio Novela e Romance Urbano Tavares Rodrigues , assente em cap tulos que d o voz a Gungunhana e a Mouzinho de Albuquerque permitindo ao leitor comparar as duas vers es, as duas personalidades t o diferentes, embora com pontos em comum dois guerreiros corajosos e cru is na defesa dos seus imp rios.Conhecia a hist ria de Gungunhana e de Mouzinho de Albuquerque sobre este ltimo tinha j lido uma inflamada e elogiosa biografia assinada por um militar.Mas o que O Rei do Monte Brasil 2012 , Pr mio Novela e Romance Urbano Tavares Rodrigues , assente em cap tulos que d o voz a Gungunhana e a Mouzinho de Albuquerque permitindo ao leitor comparar as duas vers es, as duas personalidades t o diferentes, embora com pontos em comum dois guerreiros corajosos e cru is na defesa dos seus imp rios.Conhecia a hist ria de Gungunhana e de Mouzinho de Albuquerque sobre este ltimo tinha j lido uma inflamada e elogiosa biografia assinada por um militar.Mas o que Ana Cristina Silva escreveu mais e melhor desde logo pela originalidade na abordagem do tema, oferecendo nos as reflex es de final de vida do le o de Gaza e do soldado Mouzinho que, at ao fim, lutaram contra a decad ncia e gl ria perdidas.Dois homens que escolheram manter a sua dignidade um suicidando se, outro escondendo o orgulho ferido deambulando e ca ando coelhos na sua pris o no Monte Brasil, Ilha Terceira

  2. Elisa Santos Elisa Santos says:

    A minha opini o em v deohttps youtu.be EPPUztKQgno A minha opini o em v deohttps youtu.be EPPUztKQgno

  3. António Ganhão António Ganhão says:

    Este um livro sobre dois homens ca dos em desgra a Dois homens que sofreram uma derrota pela posse de uma mesma terra, embora um deles tenha sa do vencedor sobre o outro.Mouzinho, pela raz o do Imp rio e gozando da prote o do Deus Crist o subjuga, ao servi o do rei, as tribos rebeldes aprisionando o r gulo Gungunhana mesmo contra ordens superiores Nunca hesita no uso do chicote ou no fogo das suas armas Para ele tudo assume um car cter defensivo face legitimidade de se encontrar ao ser Este um livro sobre dois homens ca dos em desgra a Dois homens que sofreram uma derrota pela posse de uma mesma terra, embora um deles tenha sa do vencedor sobre o outro.Mouzinho, pela raz o do Imp rio e gozando da prote o do Deus Crist o subjuga, ao servi o do rei, as tribos rebeldes aprisionando o r gulo Gungunhana mesmo contra ordens superiores Nunca hesita no uso do chicote ou no fogo das suas armas Para ele tudo assume um car cter defensivo face legitimidade de se encontrar ao servi o do rei e do imp rio.No dia em que desembarca com Gungunhana na Pra a do Com rcio, n o s o r gulo Mo ambicano que se encontra perdido, tamb m Mouzinho o seguir na sua sorte Incompatibilizando se com os burocratas que desde Lisboa pretendem regular um mundo ex tico, Mouzinho demite se do cargo de governador de Mo ambique O rei concede lhe o in cuo cargo de preceptor do pr ncipe herdeiro, honra que n o pode recusar Mouzinho, acompanha assim Gungunhana no seu ex lio Tamb m ele desterrado para fora de Mo ambique.Gungunhana exilado nos A ores Na floresta do Monte Brasil encontra as paisagens que lhe devolvem uma p lida imagem da sua terra natal, transformando se num preto velho ca a de coelhos Ler mais em Acr tico leituras dispersas

  4. Carla Coelho Carla Coelho says:

    Sabemos que a gl ria neste mundo transit ria Hoje cavalgando o sucesso, amanh atirados para um canto, esquecidos de tudo e de todos O Rei do Monte Brasil mais uma ilustra o dessa m xima, profusamente ilustrada na nossa hist ria.O livro acompanha o tempo final de dois homens Gurgunhana e Mouzinho de Albuquerque O primeiro foi um poderoso r gulo africano que procurou manter um estatuto de alguma independ ncia apesar das investidas portuguesas e inglesas O segundo foi um homem do ex rcit Sabemos que a gl ria neste mundo transit ria Hoje cavalgando o sucesso, amanh atirados para um canto, esquecidos de tudo e de todos O Rei do Monte Brasil mais uma ilustra o dessa m xima, profusamente ilustrada na nossa hist ria.O livro acompanha o tempo final de dois homens Gurgunhana e Mouzinho de Albuquerque O primeiro foi um poderoso r gulo africano que procurou manter um estatuto de alguma independ ncia apesar das investidas portuguesas e inglesas O segundo foi um homem do ex rcito portugu s novecentista com vasta carreira em Mo ambique Foram advers rios e o segundo acabou por subjugar o primeiro em nome de D Carlos Em comum tinham o gosto pelo poder E a vida reservou lhes a ambos um final parecido longe desse gosto e da gl ria de que chegaram a desfrutar S o os ltimos passos de cada um e as recorda es que guardam dos tempos em que as suas vidas eram diferentes que constituem o tema central deste livro.Este um romance hist rico em que a autora procura levar nos numa viagem ao interior de cada um destes homens No que a Mouzinho de Albuquerque diz respeito a parte mais interessante a introspec o que vai fazendo no que o ltimo dia de sua vida, embora seja pena que n o se desenvolva um pouco mais a sua interioridade, em particular a paix o que aparentemente nutria por D Am lia J no caso de Gurgunhana tra ado um fresco sobre o que foi a sua inf ncia e juventude, incluindo o grande amor da sua vida As suas caracter sticas pessoais, bem como o seu projecto pol tico s o expostos com detalhe e vivacidade E foram as p ginas que lhe s o dedicadas as que mais gostei do livro.Mouzinho e Gurgunhana s o os narradores e verdadeiramente as nicas personagens do livro Todos os outros perpassam de forma mais ou menos fugaz pelas p ginas desta obra e sempre na vis o que deles t m os protagonistas Este facto e a circunst ncia de n o existirem di logos, sendo cada cap tulo um mon logo, ora de Mouzinho, ora de Gurgunhana, torna o livro de leitura mais dif cil O aspecto mais conseguido o fresco tra ado sobre a hist ria africana, bem como as civiliza es que l existiam antes da chegada dos portugueses Ficam afastadas as vis es simplistas que nos calhavam em sorte na escola E s por isso j vale a pena conhecer este livro

  5. Miguel Pereira Miguel Pereira says:

    Um relato hist rico razo vel n o me prendeu

  6. Inês Montenegro Inês Montenegro says:

    Mouzinho de Albuquerque foi um oficial da cavalaria portugu s que ganhou fama ao capturar o imperador Gungunhana e pela condu o da consequente campanha da pacifica o das povoa es locais no territ rio que viria a ser Mo ambique Gugunhana foi o ltimo imperador do Imp rio de Gaza, actual Mo ambique, cuja fama na imprensa europeia levou a que a administra o colonial portuguesa opta se por o condenar ao ex lio nos A ores, em vez do fuzilamento S o os protagonistas deste romance, em cap tulos Mouzinho de Albuquerque foi um oficial da cavalaria portugu s que ganhou fama ao capturar o imperador Gungunhana e pela condu o da consequente campanha da pacifica o das povoa es locais no territ rio que viria a ser Mo ambique Gugunhana foi o ltimo imperador do Imp rio de Gaza, actual Mo ambique, cuja fama na imprensa europeia levou a que a administra o colonial portuguesa opta se por o condenar ao ex lio nos A ores, em vez do fuzilamento S o os protagonistas deste romance, em cap tulos alternados, que se interligam em diferentes n veis Numa narra o em primeira pessoa, a perspectiva de Mouzinho foca se no dia do seu suic dio Gungunhana, por sua vez, aborda um per odo mais extenso da sua vida o tempo do crescimento, das conquistas, e do dom nio em Mo ambique narrado em terceira pessoa, enquanto o momento da captura, o c rcere em Lisboa, e o ex lio na ilha Terceira, onde acaba por morrer, segue a narra o em primeira pessoa Em ambos os protagonistas encontramos a representa o da decad ncia do homem, que em tudo encontra autojustifica o Opini o completa em

  7. Cristina Torrão Cristina Torrão says:

    Atrav s do r gulo Gungunhana, detentor do vast ssimo imp rio de Gaza, no atual territ rio de Mo ambique, entramos em contacto com a cultura africana que resistia coloniza o, uma cultura que se nos afigura cruel e sanguin ria Por m, o dom nio branco esteve longe de apaziguar tais costumes, ou de dar um exemplo de civilidade, pois tamb m ele se revelou na viol ncia gratuita, com doses insuport veis de arrog ncia, gerando a colossal revolta que se conhece.O romance de Ana Cristina Silva d nos Atrav s do r gulo Gungunhana, detentor do vast ssimo imp rio de Gaza, no atual territ rio de Mo ambique, entramos em contacto com a cultura africana que resistia coloniza o, uma cultura que se nos afigura cruel e sanguin ria Por m, o dom nio branco esteve longe de apaziguar tais costumes, ou de dar um exemplo de civilidade, pois tamb m ele se revelou na viol ncia gratuita, com doses insuport veis de arrog ncia, gerando a colossal revolta que se conhece.O romance de Ana Cristina Silva d nos a perspetiva africana, pela voz de Gungunhana, mas tamb m da portuguesa colonizadora, atrav s do oficial de cavalaria Mouzinho de Albuquerque, o captor do r gulo Gungunhana acaba por ser trazido para Lisboa como um trof u Ele, sete das suas mulheres e mais alguns parentes, incluindo um filho, s o exibidos como animais de zoo ignorante sociedade portuguesa de finais do s culo XIX Segue se o ex lio nos A ores.Mouzinho de Albuquerque consegue subjugar as tribos administra o colonial portuguesa e aclamado pela imprensa como um her i da p tria, mas, nos corredores do Pa o, criticam se os seus m todos, ao mesmo tempo que o governo se revela indiferente em rela o aos seus planos para frica Sentindo se incompreendido e in til, a que se junta uma paix o secreta pela rainha D Am lia, Mouzinho de Albuquerque acaba por se suicidar.A not cia da sua morte recebida com algum regozijo por Gungunhana, no seu ex lio no Monte Brasil, uma floresta da ilha Terceira onde ele se refugia e se entret m a ca ar coelhos, por ser um local que lhe lembra a sua terra natal O antigo r gulo nunca mais pisar terras africanas, morrendo amargurado.As reflex es perante a evid ncia da morte, tanto do r gulo africano, como do seu captor, s o o ponto de partida para este romance escrito a duas vozes A autora apresenta nos as duas vers es sem tomar partido nem deixar transparecer um julgamento ou uma opini o que seja, o que muito apreciei P e igualmente em evid ncia a amargura do fim, qualquer fim, mesmo o daqueles que, em algum momento da sua vida, conheceram a gl ria

  8. Carla Faleiro Carla Faleiro says:

    Um peda o de hist ria Um pequeno livro que muito nos conta sobre a vida de um Mouzinho de Albuquerque que os livros de hist ria nos ocultam, um homem de paix es, um homem que detesta o fingimento e hipocrisia da corte, um homem que n o olha a fins para atingir os seus objectivos Um homem com uma paix o profunda e proibida por uma mulher fora do seu alcanceGungunhana um r gulo louco, um politico feroz, um guerreiro implac vel Muito por culpa dos males trazidos pelos portugueses e ingleses est Um peda o de hist ria Um pequeno livro que muito nos conta sobre a vida de um Mouzinho de Albuquerque que os livros de hist ria nos ocultam, um homem de paix es, um homem que detesta o fingimento e hipocrisia da corte, um homem que n o olha a fins para atingir os seus objectivos Um homem com uma paix o profunda e proibida por uma mulher fora do seu alcanceGungunhana um r gulo louco, um politico feroz, um guerreiro implac vel Muito por culpa dos males trazidos pelos portugueses e ingleses este grande chefe v se ca do em desgra a, sempre alcoolizado vai perdendo a no o do que deve ou n o deve fazer, tornando se num lider extremamente violento at ao dia em que capturado e trazido para o ex lio nos A ores.A decad ncia de dois grandes homens que se enfrentaram e embora em cen rios diferentes acabam por ter o mesmo fim Esquecidos e humilhados, pelo povo e pelos monarcas, depois de terem servido os seu prop sitos

  9. Ana Paula Ana Paula says:

    O livro bom, o enredo bom, est bem escrito e coerente do ponto de vista hist rico Este ltimo aspecto para mim muito importante Quem escreve sobre hist ria, mesmo que seja fic o, deve saber hist ria J me aborrece ler alguns livros que t m erros hist ricos grosseiros N o pode ser Ou o escritor ignorante, o que mau, ou passa um atestado de estupidez a quem o l , o que pior J vi at erros de cultura geral E n o sou perita em hist ria, imagine se quem Por tudo isto, Ana C O livro bom, o enredo bom, est bem escrito e coerente do ponto de vista hist rico Este ltimo aspecto para mim muito importante Quem escreve sobre hist ria, mesmo que seja fic o, deve saber hist ria J me aborrece ler alguns livros que t m erros hist ricos grosseiros N o pode ser Ou o escritor ignorante, o que mau, ou passa um atestado de estupidez a quem o l , o que pior J vi at erros de cultura geral E n o sou perita em hist ria, imagine se quem Por tudo isto, Ana Cristina Silva est de parab ns

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *